Banner13

Foi divulgado no dia de hoje (07) a capa da edição de Março da revista Harper Bazaar sendo que Selena Gomez faz parte da mesma. A atriz e cantora foi entrevista pela atriz Katherine Langford – que participa na série co-produzida por Selena Gomez intitulada de “13 Reasons Why”- tendo abordado assuntos como o seu próximo álbum, a sua geração, o impacto das redes sociais na vida dos jovens, entre outros temas. A sessão fotográfica foi feita pelo fotógrafo

FOTOS:

Sessão Fotográfica:

thumb_HarperBazzar001 thumb_HarperBazzar002 thumb_HarperBazzar003 thumb_HarperBazzar004

Capa:

thumb_HarperBazzar005 No Photo No Photo No Photo

VÍDEO:

ENTREVISTA:

KATHERINE LANGFORD: Qual é a melhor parte de ser uma artista em 2018?

SELENA GOMEZ: Eu sinto que se tornou um espaço muito mais seguro para expressar as nossas preocupações ou até de ter o direito de dizer, tu sabes, “Eu não sei se me sinto confortável neste ambiente.” A nível pessoal, fazer isto desde que eu tinha 7 anos, agora é provavelmente a altura onde me sinto mais confortável. Até em audições sinto que estou mais confiante do que eu estava no passado. Eu não estou focada em coisas que antes estava, “Será que eu pareço velha o bastante? Será que estou sexy? Será que pareço fixe? Será que sou o bastante simpática?”Esse tipo de coisas vinha sempre à minha mente, mas agora eu sinto que me posso libertar mais.”

KL: Tu ficaste famosa na adolescência. Há alguma coisa que sentes que perdeste?

SG: “Eu gastei demasiado tempo a pensar sobre como a minha vida poderia ter sido [se não tivesse ficado famosa], então agora eu tento apenas ter um senso de gratidão por como as coisas são. Eu nunca quis ser desse tipo de pessoas que é do tipo, ” Oh, queria ter uma vida diferente.” Foi assim que me aconteceram as coisas. Estou naquele momento da vida donde eu sei o valor da minha privacidade, e percebo como o sistema funciona, e a partir do momento que eu percebi isso e aceitei essa parte, eu tornei-me um bocado mais corajosa. Eu vejo isso como um pequeno preço a pagar para conseguir ter o tipo de vida que agora tenho.”

KL: Isto é a Harper’s Bazaar, então precisamos de conversar sobre moda. Tu és uma rapariga de sapatos ou carteiras?

SG: “Oh, sou os dois tipos, e sempre fui. Mesmo quando eu era nova e usava mochilas, eu ficava sempre tão entusiasmada ao ter uma Betsey Johnson. Era muito mais entusiasmante do que roupas. E eu adoro sapatos fixes. Eu sempre senti que o que eu usava não importava se eu tivesse um bom par de sapatos.”

KL: Qual foi a tua primeira grande compra no mundo da moda?

SG: ” Uma mala da Louis Vuitton para o meu computador logo depois de ter recebido o meu primeiro cheque. Eu lembro-me de estar tão assustada de fazer asneiras, e de fazer de conta que eu era uma pequena mulher de negócios que precisava de carregar todas as coisas importantes, mesmo que apenas fosse o meu gloss e o meu computador.”

KL: Tu cresceste bastante ao nível do teu estilo. Como é que o descreves?

SG: “Definitivamente casual. Mesmo que não esteja a treinar, eu pareço que estou a treinar. [Risos]”

KL: Tu és a incontestável rainha do Insta, com certeza. Como é que separas a Selena pública da privada?

SG: “Eu tenho uma relação complexa com o Instagram. Deu-me uma voz que foi capaz de abafar os ruídos das outras pessoas que estavam a tentar narrar a minha vida por mim e isso permitiu-me dizer, “Hey, eu vou publicar isto, e isto vai cuidar das 1,200 histórias que as pessoas pensam que são interessantes mas não são nem verdade.” Então isso fortalece-me nessa maneira em que as minhas palavras e a minha voz são verdadeiras. A única coisa que me preocupa é o valor que as pessoas dão às redes sociais. São plataformas incríveis, mas isso tem dado às pessoas jovens, incluindo-me a mim, uma falsa representação daquilo que é importante. Então sim é uma relação complexa. Provavelmente uma das minhas relações mais complicadas.”

KL: Como é um sábado típico para ti?

SG: ” Depende. Se estou com humor para tempo em irmãs, eu fico com a minha irmã Gracie. Ela é mais madura que eu em diversos sentidos, e ela te 4 anos [Risos]. Se eu quero estar com os meus amigos, eu não vou a sítios que estão na moda, então as pessoas sabem que não me devem convidar para esses sítios porque eu não vou querer ir. Eu gosto de ir a bons restaurantes, mas também gosto de ir ao Chili’s. Amo ir ao Chili’s e comer queijo com batatas fritas. Também amo dançar, amo mesmo. Adoro parecer uma maluca à frente das minhas amigas.”

KL: O quão importante é a tua herança Mexicana?

SG: “Bastante. Eu olho para mim ao espelho todos os dias e penso, ” Fogo, queria saber mais Espanhol.” Eu nunca me vou esquecer quando eu estava a fazer a minha série de TV [OS Feiticeiros de Waverly Place]; Eu acho que tinha 15 ou 16 anos. Nós costumávamos fazer às sextas-feiras gravações ao vivo com plateia, e numa dessas sextas havia lá uma mãe solteira com os seus 4 filhos. Ela era latina, e ela veio até mim a chorar. Os filhos dela estavam tão animados mas eu olhei para a mãe e então dei-lhe um abraço e perguntei-lhe, ” Hey, estás bém?” E ela foi do tipo, ” É realmente incrível para as minhas filhas verem uma mulher Latina nesta posição e a concretizar os desejos dela, alguém que não é típico, tu sabes, como essas loiras de olhos azuis.” E eu sabia o que ela queria dizer. Quando eu era mais nova o meu ídolo era a Hilary Duff! Eu lembro-me que queria ter olhos azuis também. Então eu percebi nessa altura que eu significava alguma coisa para algumas pessoas. Isso importa. Até recentemente eu experienciei coisas que o meu pai era, antigamente, racialmente julgado. Na maioria do tempo, mesmo que tente sempre separar a minha carreira da minha cultura devido a que não quero que as pessoas me julguem baseando-se na minha aparência quando eles não têm ideia nenhuma de quem eu sou. E agora mais que nunca, estou orgulhosa disso. Mas eu ainda preciso de aprender Espanhol. [Risos].

KL: Os Mileniais recebem bastantes críticas por serem mimados e não darem uma direção à vida deles. Achas mesmo isso?

SG: ” Eu acho que os mileniais são bastante mais inteligentes do que as pessoas pensam. Estamos mais conscientes e expostos a tudo o que está pelo mundo fora, só de crescer na época da Web, o que já é bastante assustador pensar sobre isso.”

KL: O que achas que distingue a nossa geração das passadas?

SG: ” Principalmente acho que a liberdade de nos expressarmos e de sermos quem somos sem nos termos de preocupar com os outros. Graças à Internet, não importa quem tu és, tu sabes que não estás sozinho. Talvez um jovem rapaz ou rapariga que cresceu no Sul ou noutro sítio parecido, estão mais confusos e assustados de serem quem eles são porque eles podem não achar isso correto. Agora eles podem ver as pessoas à volta deles a viverem sem dor, sem se esconderem ou esconder segredos. Eu penso que os segredos matam pessoas. Eu realmente acho. Tu acabas por tentar esconder tanto de quem tu és pelo bem da tua família ou outra pessoa qualquer, e pensas que és mau por seres diferentes. É tão poderoso ver a nossa geração a ultrapassar essas barreiras e a encorajar os outros a fazerem o mesmo. Há esse sentimento de liberdade que as gerações passadas não tiveram.”

KL: Quem é a tua maior inspiração feminina?

SG: ” A Meryl Streep foi sempre uma das minhas ídolas devido à sua elegância e à habilidade que ela tem de se manter fiel a ela mesma mas conseguir incorporar-se nos personagens complexos e difíceis que ela faz. Adoro a maneira que ela se carrega a ela própria. Sinto que com a Grace VanderWaal é igual, ela tem tipo 14 anos. Eu fui aos “Billboard Woman in Music Awards, no ano passado com todas estas mulheres incríveis, mas ela era tão radiante. Ela tinha este conhecimento e era bastante sábia sobre ela que eu queria ter. Oh, e eu amo a Amal Clooney. Eu sei que soa estranho, mas eu leio bastante sobre ela. Ela é incrível, a maneira que ela fala e o que ela apoia, é incrível. Eu acho que estou um pouco em todo o lugar.

KL: Se pudesses trocar de lugar com alguma atriz do passado quem escolherias?

SG: ” Ou a Audrey Hepburn ou a Molly Ringwald nos anos 80. Quão maravilhoso seria? Ela era ruiva e tinha sardas e era tão fantástica. Eu ainda me quero vestir como ela se vestiu no filme “Pretty in Pink”

KL: Achas que 2018 vai ser um melhor ano do que 2017?

SG: “Eu vou dizer que sim porque eu acredito em mim mesma. E toda gente que me conhece sabe que eu vou começar com a minha saúde e o meu bem-estar. Eu tive bastantes problemas com a depressão e a ansiedade, e eu tenho falado sobre isso, mas eu acho que eu nunca vou superar esses problemas. Não vai haver um dia em que eu vou estar do tipo “Aqui estou eu num vestido bonito – Eu venci!” Acho que isso vai ser uma batalha que vou ter de lidar pelo resto da minha vida, mas isso é bom porque eu sei que vou escolher-me a mim em vez das outras coisa. Estou a começar o meu ano com esse pensamento. Eu quero ter a certeza que estou saudável. Se estiver bem, tudo o resto vai encaixar bem. Eu não quero fazer objetivos porque eu não quero ficar desapontada caso não os consiga alcançar, mas eu também quero trabalhar na minha música. Eu já estou a fazer o meu álbum à séculos. Quando as pessoas me perguntam o porquê, sou honesta sobre isso: É porque não estou preparada. Quer dizer, eu não me sinto confiante o bastante com a direção que a minha música está a seguir. Se levar 10 anos [para me sentir confortável], então vou demorar 10 anos. Eu não me importo. Agora eu só quero ser bastante intencional com as coisas que estou a fazer.”

Fonte: Harper Bazaar, Instagram & Twitter | Texto: Selena Gomez Portugal





Banner11

O Hollywood Reporter revelou que Selena Gomez irá fazer uma das vozes nos animais do filme “The Voyage of Doctor Dolittle”, que conta ainda com as vozes de Robert Downey Jr, Tom Holland, Emma Thompson e Ralph Fiennes. O filme deverá ser lançado em abril de 2019, sendo que poderás conferir  tudo abaixo:

Selena Gomez irá fazer parte do filme “The Voyage of Doctor Dolittle”.

O filme da Universal conta ainda com Robert Downey Jr como o psiquiatra capaz de falar com animais, um dos quais com a voz de Gomez.

A produção vai começar no fim deste mês e está planeado estrear a 12 de Abril de 2019.

 

Matéria: Hollywood Reporter | Texto & Adaptação de Texto: Selena Gomez Portugal





Banner7

Como todos sabemos, Selena Gomez padece de lúpus – doença que fez com que a mesma necessitasse de um transplante de rim durante o Verão do ano passado (sabe tudo aqui). Esta doença além dos seus efeitos na saúde física, têm também consequências na saúde mental dos doentes, podendo originar problemas como depressão e ansiedade. A atriz e cantora já tinha revelado sofrer de alguns destes problemas, tendo passado duas semanas no início de janeiro num programa de tratamento em Nova Iorque. Confere abaixo todos os pormenores:

A Selena passou as duas últimas semanas na área de Nova Iorque para completar um programa de tratamento direccionado para problemas de ansiedade e depressão.

As nossas fontes dizem-nos que ela focou-se na terapia, enquanto comia comida saudável preparada por um chefe especial, fez pilates e meditação. Durante o seu tempo lá, disseram-nos que ela teve acesso ao seu telefone e pode sair as vezes que quisesse.

Os últimos meses foram difíceis – incluindo o seu transplante de rim e os assuntos familiares – e ela decidiu que queria tomar conta de si própria. Ela sentiu que a experiência foi positiva. E disseram-nos que ela planeia voltar no final deste ano.

 

 

Matéria: The Blast | Texto & Adaptação de Texto:





Banner6

Pelo terceiro dia consecutivo Selena Gomez foi fotografada no seu dia-a-dia em Los Angeles. A atriz e cantora foi almoçar a um restaurante mexicano, passeou num parque na companhia de Theresa Marie e Petra Collins e foi jantar fora, sendo que podes conferir tudo abaixo:

CANDIDS:

Selena Gomez vai almoçar a um restaurante mexicano em Los Angeles,CA:

25 26 27 28

Selena Gomez passeia com amigas num parque em Los Angeles,CA:

29 30 31 32

Selena Gomez vai jantar fora em Los Angeles,CA:

33 34 35 36

VÍDEOS:





Fontes: PicturePub, Instagram & Twitter | Texto: Selena Gomez Portugal






Selena Gomez Portugal • 2012 - 2016 © Todos os direitos reservados
Design por Filipa Freire | Layout por Ana Liziane